terça-feira, 15 de novembro de 2016

QUEBRA DE CONTRATO O NOVO PLEONASMO PARA O GOLPE (01/11/2016)

Pessoas de moral duvidosa e conduta suspeita adoram transferir e projetar os padrões e práticas correntes nos seus atos para os outros. É os pleonasmos servem também para evitar embaraços com estas pessoas. Hoje ouvi um pleonasmo (?) Na Rádio Gaúcha por parte do jornalista e radialista Macedo - que eu independente do veículo e de sua editoria tendenciosa e seletiva, respeito muito - ao se referir ao Impeachment que nós da esquerda, alguns democratas que preservam a vergonha na cara e seus escrúpulos morais chamamos de Golpe, designou o ocorrido como Quebra de Contrato deixando em aberto a pergunta sobre quem quebrou o contrato se foi o vice, seu partido ou a oposição, a presidenta, seu partido ou a situação. É bom ouvir está pedra cair no meio do caminho, não porque concede a dúvida e o caráter duvidoso ao contrato ou a sua quebra, mas sim porque demonstra o desconforto e s necessidade de manobrar ou dar volteios e contornos novos ao tema. Se houve algo que foi traído no tema foi a democracia e o projeto aprovado no pleito de 2014, cujo governo Golpista pisoteia e está contrariando radicalmente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário