terça-feira, 15 de novembro de 2016

E ENTÃO, ANIBAL?

A questão fundamental é: que cidade Aníbal vai deixar e de que modo está preparando a transmissão do cargo? Ou vai fazer de conta que não deve transmitir o governo, dialogar e informar a sociedade e o eleito sobre a real situação da administração municipal?

Nenhum comentário:

Postar um comentário