segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

SÃO LEOPOLDO SEM SANEAMENTO, GRAÇAS AO PSDB & PMDB

Dá uma sensação muito ruim na gente saber que nossa cidade tratava quase 50℅ do esgoto e que está turma da "excelência em gestão" conseguiu arrebentar com isto. A ETE Feitoria fora de funcionamento desde 2013 a ETE Vicentina também. E lembrar que Lula veio inaugurar a ETE Feitoria em Fevereiro de 2010 após se aplicar 10 milhões em sua construção. Sete anos e um governo do PSDB e PMDB foi suficiente para desmanchar a política de saneamento dá cidade e endividar o Semae em mais de 30 milhões. É de doer! É criminoso e irresponsável. Na imagem Lula e Vanazzi no dia da inauguração lá em 2010. Dois anos de funcionamento e quatro anos de abandono depois é bom lembrar porque precisamos vencer também este desafio na nossa cidade!

NOTES:

Descubra por si mesmo quem foram os diretores do Semae no período de desmantelamento do sistema de tratamento de esgotos de SL.

Entre 2013 e 2016, o Semae acumula dívida de mais de 30 milhões sem investimento e manutenção nas Estações de tratamento.

Um cidadão qualquer poderia exigir a Ata em que o conselho gestor do Semae ou sua direção decide manter as coisas assim e porque?

A irresponsabilidade é incrível. O que ocorreu no Semae? Enquanto isto houve aumento da tarifa de água e muita falta de água.

A Autarquia, nas mãos dos tais gestores de excelência, caiu em uma anarquia.

Tudo isto ocorreu sob o beneplácito do então prefeito e do seu condomínio de gestores.

Assim, São Leopoldo viveu 4 anos sem gestão a altura da sua história no Semae.

Na cidade que foi pioneira no RS e no Brasil no tratamento e coleta de esgoto e que teve 50℅ deste tratado, isto é uma tragédia ambiental, social, econômica e política.


O diagnóstico e a análise factual, técnica e contábil da gestão do Semae entre 2013 e 2016 deveria ser apresentado na reunião anual da Assemae Brasil como exemplo do que não se pode fazer, permitir ou promover na gestão de uma autarquia de água e saneamento municipal ou regional. É um case de insucesso, imperícia e irresponsabilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário