segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

SÃO LEOPOLDO E O TEMPO

São Leopoldo parece uma cidade daquelas que sempre precisa reconquistar a sua história para poder dar um passo para o futuro. E é assim também com o Rio dos Sinos, com todos os cidadãos e as instituições. O tempo em São Leopoldo parece um Saturno que tenta a todo modo devorar todos os seus filhos, seus frutos e suas obras. Mas os filhos sobrevivem quando aprendem a suportar esta dura luta pela vida de forma coletiva o que está, também, ligada ao passado bem compreendido e devidamente respeitado. Então, recuperar a inteligência coletiva desta cidade é um grande desafio e é a ponte mais razoável para chegar num futuro melhor para todos. Esta é, entre muitos amigos e amigas, para você meu amigo Clovis Peres.

A estupidez dos covardes e nazistas contra trabalhadores , seus filhos e os filhos dos representantes dos trabalhadores, contra os direitos dos trabalhadores, só prospera pela omissão dos indiferentes.

NOTES

PERES: Como bem sabiam os alquimistas, quem dissolve o chumbo, a rigidez burocrática do Saturno que quer durar para sempre, é a Lua prateada que sempre varia, também dita do povo em contraposição ao sol dito do chefe. Entre os dois cresce Urano, a ciência dos círculos, o conhecimento científico, que, antigamente, libertava.

DANIEL: Buenas, entender os ciclos encaixa bem com minha visão dá história. Tem o tempo dos gafanhotos que vem e tentam arrasar tudo e tem o tempo dos construtores...

PERES: Os da lua se impressionam com as variações, os saturninos com as constâncias, os uranianos transformam as duas percepções em ciência. Não esqueçamos que Urano foi avistado no ano de 1781, quando o Immanuel publicou a Crítica da Razão Pura.

DANIEL: A crítica é praticamente um trabalho de construção possível após a passagem dá gafanhotagem cética e do delírante impulso dá fé excessiva e dogmática na razão.


Sobre a crítica ao uso da expressão ponte para o futuro. Acalma o coração. As palavras e os conceitos não devem levar a culpa dos mentirosos e dos usurpadores. Alias um usurpador faz exatamente isto também: frauda o significado das palavras. Quem vê eles falando pode acreditar, mas também pode desconfiar. Usei a expresso ponte aqui pensando muito em diversas outras opções para atravessar este presente, pode ser o passo - mais adequado para uma cidade como São Leopoldo, pode ser a travessia, pode ser o salto, pode ser também a estrada ou a viagem, a odisseia e o rumo, mas vamos conseguir passar juntos e quando entendermos que é possível caminhar na mesma direção respeitando as diferenças. Obrigado pela atenção vigilante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário