segunda-feira, 21 de outubro de 2013

SOBRE O RS E ESTA SÍNDROME HERÓICA

Entendo bem - meu caro BEBETO ALVES - a crítica à dona Eva Sopher, mas num gosto de ninguém que é dono ou se sente dono de algo público, não gosto mesmo desta confusão....e não é nada pessoal isso...deveremos construir uma bela lembrança disto um dia...se sobrevivermos ao tempo..é uma coisa triste mesmo...vivermos em um estado que vira e mexe precisa de heróis porque não se constroem perspectivas coletivas, organizações coletivas..isso passa também pelo baixo apreço a programas e instituições..tudo é descartável, sucateável, desprezível quando é do outro e não é seu...do terreno badio na frente da casa do vizinho, do patrimônio histórico, da obra ao canto, do canto à obra...e quando se tenta mudar algo, alguns acham que isso significa a hora de assaltar a memória dos demais, ou que fica declarado o vale tudo...governantes que acreditam ter cheque em branco, políticos que pensam ter invisibilidade e jornalistas que abusam dos meios de comunicação para influenciarem para o MAL a opinião pública...uma certa perspectiva acrítica ou pré-iluminista, o que para quem se diz herdeiro do positivismo em algum sentido mínimo é um atraso só...e ainda tem a ignorância travestida de novidade e liberdade...

Nenhum comentário:

Postar um comentário