sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

ESPERANÇA, EDUCAÇÃO, APOSTAS E DESISTÊNCIAS

As pessoas aceitam as incertezas da esperança para agirem no mundo. Sabem que pode dar errado, mas fazem uma aposta. Isso é admirável para alguns e uma tolice para outros. Nossa generosidade e tolerância tem limites dizem alguns. E nós sabemos muito bem quantos problemas há neste mundo por causa disto. E aqui vale o que eu disse sobre a educação faz muito tempo já: de que você precisa desistir de desistir todos os dias. 

Você precisa derrotar todos os dias o sentimento de derrota, de frustração e de sofrimento que são os elementos sempre presentes no teu trabalho e que em alguns casos tendem a parecer os únicos elementos presentes no teu trabalho. Mas existem outros elementos que você precisa aprender a encontrar, descobrir ou inventar. E existe uma atitude necessária em relação a eles. Trata-se de uma aposta que pode dar resultados maravilhosos. 

Precisamos tentar  apostar que aquela criatura vai crescer e aprender a aceitar o que é um crescimento para ela. Você passa a aceitar o desenvolvimento dela, conhecer ela e dar empurrões ali onde eles tem efeitos sobre ela. E aprende muito com isto. E esta aprendizagem sentida, percebida e aceita te faz prosseguir. Você precisa sentir sim, precisa perceber e aceitar desligando-se de todas as racionalizações negativas, de todas as exigências críticas e super estimar cada pequeno avanço. E os avanços só ocorrem com dedicação mesmo, persistência, um esforço contínuo em direção ao aluno. E os resultados vem. 

Todo o teu esforço dará um profundo valor aos resultados. Na maior parte dos casos os resultados são "normais" ou normalizados, medianos ou excelentes, mas preste atenção muito nisto que vou te dizer: ali onde os tais resultados parecem menores, desprezíveis ou desimportantes, pouco significativos, ali onde as dúvidas sobre o desempenho, sobre a aprendizagem, sobre o amadurecimento ou adequação, justamente ali reside a semente da esperança que te despertará e te indicará o caminho por onde agir. 

Nenhum professor ou professora permanece na educação quando não aceita isto. E esta aceitação pode ser feita de diversas formas. Creio que a melhor forma é a contrária do deixa prá lá, ali não tem jeito ou ele não consegue. É ali que está indicado  o caminho para vencer e para construir a esperança...

Nenhum comentário:

Postar um comentário