domingo, 28 de maio de 2017

SIM: VIAJAR, LER LIVROS E AMAR

Outro meme que eu gosto - e não estou botando defeito - mas eu também completaria ele dizendo que somos o resultado do que fazemos com o que vivemos em nossas viagens, que somos o resultado do que fazemos com os livros que lemos e do modo como lemos estes livros e, além disso, somos resultado do modo como amamos e como somos amados. Por que não basta viajar, ler e amar, é preciso fazer isso de um certo modo. Para mim - e que cada um faça como quiser, souber ou crer que é melhor - todas estas "experiências e vivências", só produzem bom resultado no modo da abertura e do cuidado, da coragem e da ousadia, do desapego e do descolamento de si e de suas crenças. Uma experiência pode nos deixar pior, nos deixar iguais ou nos mudar, dependendo do nosso modo e disposição em aceitar esta última dimensão para ela. A vida pode ser uma cilada, uma emboscada, um labirinto, uma prisão, mas também pode nos lançar além de onde estamos, além do que pensamos e além do que sentimos. Sem abertura não adianta mesmo fazer nada disso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário