domingo, 26 de fevereiro de 2017

SOLIDÃO, AMOR E AMIZADE

"Nascemos sozinhos,
vivemos sozinhos
e morremos sozinhos.

Só no amor e na amizade
podemos criar a ilusão,
por um instante,
de que não estamos sozinhos."

Orson Welles


Ouvi isto ontem ai final de um doloroso episódio familiar do seriado Criminal Minds, em que um marido tem seus olhos vendados porque, devido a doença que lhe acomete, não conseguia reconhecer a própria esposa, não conseguia ver direito o mundo à sua volta e quase se extingue ao reagir às súplicas desesperadas de sua filha que ele reconhecia. E me lembrei instantaneamente de uma frase de meu pai - dita muito antes de sua doença e em meio a um bate papo sobre casamento, amizade, amor e relacionamentos: "Somos na verdade muito sozinhos meu filho e em alguns poucos momentos estamos realmente juntos aos outros e em alguns destes juntos em alegria e outros em tristeza." E eu sei isso numa medida em que preferia ignorar, preferia não saber e a cada dia que passa preferia não perceber e nem sentir a falta destes poucos momentos, porque eles vão se afastando com o tempo e vão ficando cada vez mais raros, mas é toda a verdade sobre este assunto que, apesar do resumo, deve nos fazer levar o pensamento até o seu limite e nos alegrarmos com alguma esperança destes momentos continuarem ocorrendo, se manterem e retomarem seu vigor em nossas vidas, porque é afinal só isso mesmo que realmente importa e nada mais. E isso nos basta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário