domingo, 22 de janeiro de 2017

A RESPOSTA QUE A CIDADE E OS SERVIDORES ESPERAVAM

Hoje, dia 5 de janeiro de 2017, pela manhã, quatro dias após assumir o governo, em entrevista coletiva, o prefeito Ary José Vanazzi e sua equipe deram uma resposta surpreendente para os seus adversários que produziram um caos na cidade e na vida das pessoas e que torciam para que a calamidade deixada não tivesse solução à vista. Eles parecem ter esquecido que a equipe de Vanazzi tem experiência em gestão pública e trabalho coletivo e que nenhum deles precisa alardear excelência em gestão ou bradar choque de gestão para trabalhar de forma determinada na solução de problemas e na superação de desafios. Subestimaram Vanazzi e sua equipe. Contra a dura realidade que os servidores públicos viveram com os atrasos dos salários de dezembro, contra a dura e decadente concepção de gestão do governo anterior que sequer fez transição e que não foi capaz de manter esta cidade bem organizada e progredindo e, eles ajustaram a gestão e as prioridades de gestão em quatro dias de trabalho e ainda encaminharam as respostas cabíveis e necessárias a este quadro geral, dando aos cidadãos e cidadãs desta cidade os primeiros esclarecimentos necessários para dirimir dúvidas sobre a dívida, reduzir as inseguranças e os problemas generalizados deixados a descoberto pela imperícia da gestão passada.

A minuta da coletiva é recheada de tomadas de posição, mas creio que elas afirmam claramente três coisas:

1. A irresponsabilidade com a gestão pública em São Leopoldo e o tempo da retórica da dívida acabou;

2. O desrespeito, o desprestígio e a desconsideração com os servidores públicos da cidade acabou também;

3. E, por fim, quem causar ou causou dano a este município será penalizado e responsabilizado criminalmente.


Na próxima semana o governo deverá adiantar outras medidas e estabilizar a situação para avançar no ataque e na dissolução de outros problemas deixados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário