sábado, 17 de setembro de 2016

Deus, Moralidade, Política e Justiça (13/09/2016)

Cheguei à uma certa fase da minha vida, de Pouca experiência política, pouca experiência pedagógica e quase nenhuma grande experiência religiosa, em que eu compreendo muito bem porque a gente precisa Deus em algum ponto da cadeia de ocorrências, eventos, acontecimentos e fatos, haja visto que tem sido muito difícil mesmo encontrar caráter combinado com inteligência e esperteza, vendo na maior parte dos casos muitos logros, trampas e vilezas. Em algum ponto seria bom que houvesse algo como um Deus acima dos mortais, das ilusões e encenações para julgar, pesar, condenar e punir a catrefa que mobiliza toda sua inteligência, expertise e conhecimento para dar pernadas nos outros com a maior cara de pau. Entendo meus amigos que combinam a crença em Deus com uma conduta reta e modesta. Quem realmente acredita na existência de um Deus não pode agir deliberadamente causando algum mau ao próximo....o resto é fraude, canalhice e mentira imoral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário