sexta-feira, 27 de maio de 2016

EXISTENCIALISMO, FEMINISMO E SISTEMA

Em uma anotação de quatro anos atrás. -


" Jean Paul Sartre invadiu minha sala de aula hoje...e me perguntou ao pé do ouvido se eu tava de brincadeira com este negócio de aceitar o sistema....e eu disse que não...que nós podíamos juntos questioná-lo, que nós podíamos exercer plenamente e refletidamente nossa liberdade de pensamento sem temer..sendo corajosamente o que somos e fazendo nossas próprias escolhas sem tutela de ninguém mais neste mundo...que podíamos provocar os jovens a pensarem por si mesmos sobre qual papel mesmo eles terão neste sistema produtivo...um intelectual engajado ou o filhinho da mamãe submisso e que esta preso ao play que o sistema quer que ele jogue o resto de sua vida...e dai Simone me aparece e me pergunta se as meninas não tem mais nada para fazer?...tem muito mais coisas para fazer do que serem as reprodutoras e aquelas criaturas relegadas ao segundo sexo...."

Nenhum comentário:

Postar um comentário