sábado, 19 de março de 2016

LULA É UM GIGANTE!

Prestem mais atenção neste homem. Não para adorá-lo, mas para compreender seu papel histórico. Comentei entre amigos e colegas de movimento sindical sobre a reação assombrosa de Lula após a condução coercitiva. Talvez tenha sido um dos atos de fala e performativos políticos, mais impressionantes que já testemunhei. Muito poucos tem a capacidade de reagir daquela forma e apresentar um discurso com tamanha vontade de poder e dignidade. Ele dobrou a aposta da humilhação e converteu o que sofreu em força para reagir. Ele é um gigante político e vai entrar para a história mundial como um dos maiores líderes políticos de todos os tempos. Mesmo com toda nossa formação que tem aversão ao personalismo me é impossível não reconhecer que o povo brasileiro ganhou na loteria da história um gigante que muitos povos gostariam de ter. Os lideres são importantes não por suas biografias pessoais, mas pelo que eles conseguem realizar e atingir com seus povos. E nós somos privilegiados de estar neste lugar e pisar o mesmo chão que este homem e vivermos também em seu tempo. Não é um Deus e nem um santo, tem defeitos e pode errar, mas quando acerta é gigantesco. Muito poucos seres humanos tem tamanha dignidade e capacidade de reação como vemos e vimos. E mesmo os seus piores adversários deveriam não odiá-lo, mas reconhecer isto e saber ter a inteligência para lidar com isto. A reação de revolta e a conclamação à luta dele teve resultados e eu espero que agora a sua disposição para conversar e para dialogar tenha também resultado de tal modo que se supere esta crise e se tenha também dos mais inteligentes adversários e daqueles que sabem que esta situação é insustentável alguma dose de boa vontade para andarmos em frente e - mantendo as investigações e apurando os danos e os dolos, os crimes e seus responsáveis - preservando as instituições e não caindo em aventuras golpistas e sustando as manipulações. Da justiça se espera justiça e dos demais líderes muita responsabilidade, porque o Brasil tem um líder, tem uma democracia e um povo que vai defendê-la. Nenhum gigante caminha sozinho na história e alguns deles - os mais raros - atingem certa imortalidade já em vida.