segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

PORQUE NÃO RESPONDER A OFENSAS DE REAÇAS NO FACEBOOK

Deixa eu te dizer uma coisa que eu saquei. Fiz um balanço sobre estas pessoas. Eu respeito muitos que pensam diferente de mime que são capazes de superar o modelo que eu sigo adiante. Mas presta atenção. Algumas destas pessoas são justamente aquelas pessoas que jamais sentariam em um bar para conversar com a gente, não puxariam conversa no ônibus, sequer te cumprimentam na rua e muitas vezes te olham como se você fosse um ET. São seus amigos ou conhecidos aqui meio que por interesse deles mesmos. Provavelmente nem foi você que pediu amizade e foste gentil em aceitá-los. E olha que eu sei que devo ser bem humilde pois jamais vou me esquecer quem eu sou e que vida real eu vivo. Eu sei muito bem que dependo das outras pessoas para ser feliz. Admito isto tranquilamente. Nunca fui ignorante ou nojentão. Eventualmente eu fui radical, com certeza mais apaixonado por ideias e ideais do que a média. Mas gosto de gente e gosto de tratar bem as pessoas, gosto de um bem querer, quero bem e gosto muito de ser bem querido e bem tratado. Mas, veja bem, estas pessoas são justamente aquelas que você pode deixar de dar trela porque vai machucar a vaidade delas. Elas ficam mais brabas quando você não responde a ofensa ou provocação, podes ter certeza disto. Porque na cabeça delas fica uma espécie de nuvem da desconsideração e da nossa indiferença à opinião delas. E isso doi na vaidade delas. Elas já tem uma ferida narcísica razoável, agora imagina se elas desconfiam que no fundo a gente nem está ai para eles, pois são apenas uns chatos e burros de marca maior que agora tem isso aqui para dizer suas platitudes e toicisses. Só isso. Então, como dizia meu pai: isola, ignora e tira o time, porque eles não são a nossa turma, nem serão da nossa turma. Jamais vão jogar nossos jogo e sequer sentir o prazer que nós sentimos ao mudar para melhor a vida de algumas pessoas, quando não milhares como a gente já fez de alguma forma nesta nossa ainda curtinha passagem nesta vida. Eu sou feliz. Tenho convicção e amo de paixão as lutas que já travei e as lutas que ainda vou travar para mudar este mundo de alguma forma.


OBS. O outro motivo é que apesar deles existirem não tem como curar o déficit cognitivo deles com argumentação ou tentando persuadir algum deles de que estão errados. Não rola...para não falar em dificuldades de produzir um raciocínio moral em termos superiores de Kohlberg, com universalidade e equanimidade..E olha que eu não estou falando em competências discursivas, mas apenas em acervo ou capital cultural, cognição da realidade histórica e econômica e moralidade.Então, eu não dou muita trela...e, em geral, deixo eles se exibirem e todos acabam da mesma forma ofendendo e se servindo sofismas ou de argumentos ad hominem...

Nenhum comentário:

Postar um comentário