sábado, 19 de dezembro de 2015

STF EM DESTAQUE

Em 2013 escrevi um texto dizendo que o STF não é o tribunal da razão nacional. Era uma crítica dura às condutas de Gilmar Mendes e Joaquin Barbosa na AP 470.  Pois no estertor de 2015 posso dizer claramente que hoje o STF é o portador de uma racionalidade e reflexividade suprema. Disse esta semana do papel pedagógico e esclarecedor dos debates no STF atual.

Talvez como nunca teve antes em sua história passa a ser Um Poder Pedagógico e corretivo para a sociedade e o estado brasileiro. E o maior responsável por isto não é o Sr. Exmo Barroso, mas que ele tem papel decisivo nisto em conjunto com os demais ministros tem. O último dia 17 de Dezembro de 2015 deverá entrar para a história da corte brasileira como a maior defesa da democracia brasileira naquele tribunal. Pois foi fixado lá o parâmetro razoável e seguro, preciso e transparente de Impeachment neste país, respondendo ao quadro antecedente de 1992 e dirimindo a chantagem, a manipulação e a lambança do Cunha no congresso. O PMDB talvez tenha sido salvo da aventura golpista de Cunha e Temer com isto. E o Brasil se afasta da situação de extrema instabilidade política e econômica e da insegurança jurídica. Tanto o revanchismo da oposição quanto o oportunismo de parte da situação forma aplacados e o golpismo não triunfou.


A luta continua, mas a partir de agora terá regras mais claras e acarretará a devida responsabilização dos que andavam em aventuras nas sombras, e promovendo nebulosas cavilações que não são boas para o povo brasileiro, não são nada boas para o pais e para a nossa jovem democracia.      

Nenhum comentário:

Postar um comentário