quinta-feira, 25 de setembro de 2014

SOBRE A RESILIÊNCIA DE DILMA - PARA MIM É TENACIDADE AMIGO

Meu Caro Diogo Souza que pensa que Dilma é resiliente - eu penso que isto se deve a firmeza, seriedade e a profunda honestidade desta mulher. Ela tem uma espécie de fortaleza moral e de caráter que deve ser mesmo notável e perceptível a qualquer pessoa medianamente atenta e sensível à certos traços de personalidade. E tem um outro aspecto que chama muita atenção em mim como professor e também como acadêmico. O tipo da pessoa. Ela é aquele famoso tipo de pessoa que todo mundo percebe que é imprescindível e que tem muita força e capacidade de dedicação. Meu pai chamava isto de tenacidade. Com um atributo destes é pouco provável que ela seja em qualquer circunstância menor ou diminuída. E quem conhece a história dela em detalhes. Da menina á militante social, da militante presa à mulher tentando reconstruir sua vida em Porto Alegre, da fundadora do PDT à sua ruptura em 2001, da economista da FEE (que eu entrevistei uma vez sobre a gestão no início do governo Britto) à Secretária de Governos Municipais e Estaduais no RS e depois da Ministra de Minas e Energia à Ministra Chefe da Casa Civil, da pré candidata chamada de poste á presidenta eleita, da presidenta com 70% á presidenta que sofre o ônus das manifestações de 2013 e responde a isso com cinco medidas e, em meio a isso tudo, da pessoa que trabalha, trabalha e trabalha para fazer tudo que fez e que a gente só vê agora nas propagandas de tevê. É uma história de tenacidade e eu fico muito feliz que tenhamos ela como presidenta e com fortes chances de se reeleger no primeiro turno, contra a canalha, a covardia e a grande ignorância de determinados setores que brincam com política e opinião, como se não houvesse mais nenhuma razão para ser sério nesta vida e neste país. Meu pai dizia que só grandes pessoas tem tenacidade e a dedicação necessária para fazer desta força, obras e frutos que deixam uma marca indelével e notável no mundo. E ela tem isso, sem a menor dúvida e ninguém há de tirar isto dela, sob hipótese alguma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário