sábado, 13 de setembro de 2014

PARA UM AMIGO PETISTA

Cara
eu tenho 49 anos e 8 meses
milito no PT antes dele existir
em 1979 quando foi lançada a idéia fui convencido imediatamente
olhei para um lado e tinha meu pai e a peonada de eletricistas
olhei para o outro e tinha um montão de gente trabalhando de peão
apesar de ser criado por uma mãe alemã e um pai vacariano
em um apartamento com meus irmãos no centro da cidade
me aproximei da política de uma forma pouco trivial mas muito marcante- observando a história de um rapaz desaparecido que considero quase um padrinho espiritual, o João Carlos Haas Sobrinho - ao qual tive o privilégio e a gratidão de homenagear já com minhas palavras - meu pai era o Antônio Boeira Sobrinho...por coincidência...e o João era como uma lenda viva para mim....
e a partir da banda marcial da minha escola comecei minhas andanças 
e a partir de atividades culturais, com universitários e estudantes....
de conversas depois dos ensaios
caminhadas e agitações embalei nesta atividade de forma voluntária
depois foi o grêmio estudantil e diretório acadêmico e sindicato e tal
e continuou até hoje
tinha e tenho olhos e ouvidos muito atentos á política local, estadual, nacional e internacional - construo posições muito rapidamente
já estive na Libelù - como simpatizante e estudante em formação política
conheci muita gente do movimento estudantil e convivi com algumas pessoas que nem existem mais, mas que sonhavam com muitas coisas como a Revolução, a Liberdade Sexual, Cultura e Paz, Educação e uma Vida Melhor para todos  
Passei por algumas correntes como a CST
Tive um namoro com uma menina do PCdoB que quase me cooptou
mas minha primitiva formação trotskista me jogou  
na DS e depois na Ae
sou professor desde meus 30 anos
e não tenho nenhum motivo para me prender a coisa alguma mais, corrente alguma
minhas paixões tem ficado cada vez mais resumidas á verdade, ao amor e á sabedoria
defendo o projeto do PT
ajudei a construí-lo
carreguei bandeiras e ainda carrego
superei divergências
já fui minoria e maioria
já errei nas análíses de conjuntura e já acertei
já vi propostas muito boas serem desprezadas na primeira apresentação e já vi elas voltarem, aclamadas pela boca de outros
mas não tenho nenhuma necessidade de afirmação mais, nem de corrente, nem de rede, nem de tendência
me mantenho andando junto, mais junto do que muitos  imaginam e com muito carinho pelo partido 
preservo ideias que me formaram e minha liberdade de debater
e propor
e quero ainda mudar este mundo
mantenho muitas convicções e proposições em minha cabeça e as vou construindo
não gosto de pensar sozinho e vou então dialogando e propondo aqui e ali
para mim o PT é maravilhoso cara
com seus defeitos inclusive
o que fizemos no Brasil é inacreditável
se eu dissesse
que faríamos isso
em 1980
ninguém iria acreditar
tem coisas ruins, tem pessoas que não deveriam nadar mais com a gente, ams a gente aceita e vai levando
e tem também os que saíram por impaciência, por vaidade, por orgulho e também por ambições pessoais
alguns por um espírito pequeno burguês, por se levarem a serio demais
e já tem uma geração nova de expertinhos que te respeitam, mas que só pensam em tirar vantagem disto, não pensam mesmo no que você pensa...
porém tem algo sempre surpreendente no PT
às vezes tenho a impressão que a afirmação fundacional e programática foi tão importante que ela se preserva no partido e vive se reapresentando
e há no PT algo que poucos que estão fora conhecem
uma lógica afetiva, solidária e muito generosa
uma lógica tão importante que mesmo aqueles que se afastaram dele estão sob sua proteção
para quem foi forjado e formado na ética mais marxista e leninista do PT
é preciso admitir que há no PT algo muito importante que é profundamente derivado da ética cristã e que está ligado aos componentes eclesiais que formaram o partido: uma capacidade incrível de compreender, de aceitar e de perdoar
e só quem conhece e viveu a história deste partido compreende como é que apesar das intensas e pesadas disputas internas se restabelecem os laços e se vai andando junto     
mas tem muito mais coisas boas
e para o povo
todos nós que pertencemos à primeira geração petista crescemos
muito tb
e estamos vivos
me despeço pensando quanta dignidade eu ainda encontro na minha longa escola política e na nossa longa caminhada. 
e ela vai continuar
e nós vamos conseguir
avançar mais
até
um grande abraço meu camarada

Nenhum comentário:

Postar um comentário