quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

SOBRE A TERCEIRA VIA EM SÃO LEOPOLDO 2013

Discordo, mas respeito....ao postar algo mais longo e detalhado sobre a terceira via pretendo apenas contribuir para a crítica séria do atual governo e também para que as posições dos partidos sejam mais claras e menos confusas sobre o que foi, o que é e o que será de nossa cidade. Também, porque apesar de nem sempre os debates serem muito bons, conheço muita gente boa que lê, não curte, não compartilha, mas que também escreve da sua forma a história da cidade. E sei que estas pessoas também gostam de ver a exposição de pensamentos e diferenças com educação e conhecimento...sem deboche e desrespeito...assim, tudo se passa como se....ALS OB.

Com todo respeito: o foco de vocês, meus amigos e conterrâneos, é exclusivamente erguer a tese que já tem sido defendida por outros companheiros do PTB e do PDT, alguns desgarrados do PT, de que necessária uma terceira via e também uma renovação.

Penso que isto requer mais reflexão e apreciação numa boa. A história política de São Leopoldo precisa ultrapassar não somente (?) qualquer polarização, preservando a nitidez que sempre houve entre o PDT, o PT, PMDB e PP, mas ultrapassar também muito mais o império das vontades e ambições particulares de alguns grupos e indivíduos.

Diria, sendo otimista e positivista aqui - com todo peso teórico disto - que São Leopoldo precisa construir um bloco histórico, no sentido de ter uma clara plataforma política e não tantos sentimentos ou apreciações de bom mocismo.

O problema não é o conflito, este é inerente à política e se resolve bem com debates e voto; pois se a política é ela mesmo a guerra por outros meios, ela também é a paz pelo diálogo e negociação. Precisamos sim da superação política da polarização, por um programa que inclua e não que fique fazendo agrado, e isso é a construção da maioria e da vitória que nos defendemos. Quem aceita agrado não pode reclamar de espaços.

Mas não se pode apagar o trabalho dos outros se o tema da proposta é diálogo, porque daí começa mal o diálogo. E a administração anterior pode ser criticada por muitas razões, mas não é sério dizer que não houve diálogo, negociação, transigência e muita integração e trabalho ou que não houveram grandes obras e importantes melhorias para a cidade. Coisas, aliás que foram possíveis com aliados fiéis e infiéis. Então, vamos devagar.

Sobre a polarização atual que vocês apontam é uma bela piada. O PSDB não existia até 2012 amigos e cresceu nas costas do valoroso PMDB que sempre foi adversário local do PT e do PDT. Mas isso já é outra história e que precisa de consideração também, senão é e fica  muito achômetro e opiniática e pouca realidade no diálogo e no debate franco.

Uma nota ou duas só mais: para mim a terceira via é muito mais viável se reconhecer o que foi feito no passado com rigor e clareza...porque atá para apresentar um projeto novo é preciso fazer um balanço detalhado do que foi feito até então. Uma das principais causas de má administração é desconhecimento da realidade e do que está em andamento. Em parte é a isso que se devem sérios deficits do atual governo. Quero deixar bem claro que não quero que este governo erre ou vá  mal. Faço oposição dura porque é minha obrigação política e moral e para que ele tenha um contraponto para acertar. Se entenderem só isso, creio que ajuda muito a vida e o trabalho deles.

Por outro lado, não haverá terceira via alguma se ela ficar se escondendo ou se fazendo de morta na hora da peleia. O povo espera atitude dos políticos quando as coisas estão ruins ou quando elas pioram.

As diferenças não precisam ser de diagnóstico, mas sim de propostas. Penso que há um equivoco ai nesta idéia de que se o PTB ou o PDT concordarem com a crítica estarão atrelados. Mas também sei do temor de alinhamento e do temor de levar água para o moinho do PT. Quando vocês optam pela idéia de terceira via, vão fazer muita força e resistir muito para não se aliarem, mas ao fim e ao cabo – como tem acontecido muito aqui em São Leopoldo, acabarão se aliando a um ou outro lado destes pólos. Penso que é uma tendência que se aliem a situação e isso explica parte da moderação de vocês. Outra parte se explica pela tentativa de construir uma idéia de política do bom mocismo que agrada ao paladar indiferenciado. Penso que isto deveria ser ultrapassado pelo bom nível da crítica, mesmo quando muito dura e direta. E temer o alinhamento é não confiar em sua capacidade propositiva ou em sua distinção própria que é a causa das terceiras vias terem fracassado desde 1996.

Repito que o que é ruim para o povo é ruim para o PT e o PDT, o PTB e o PMDB. E é ruim para o PSDB e o PP também, ainda que estes tem sido a causa atual das mazelas e etc. Mesmo que alguns neguem isso para defender seu governo, e tem tido dificuldades sérias para fazê-lo, o que demonstra bem com este patrulhamento aos CCs que o quero-quero cita. Porém tenho que perguntar de novo, mas porque o PDT precisa negar o que é evidente?

Por fim, com todo respeito e mais ainda, creio que estamos tratando aqui de questões que as direções dos nossos partidos precisam tratar também e que bom que temos um espaço para discutir isso com civilidade e seriedade. Esta interlocução acaba em muito com esta política de ódio e de medo que anda por ai aterrorizando servidores e militantes de várias legendas.  

Ora...acho que nem precisa ter tanto medo assim, nem de alinhamento e nem de ser oposição. Quando o governo é ruim, aqueles que não estão governando tem a obrigação de criticá-lo, sob pena de deixar as coisas piorarem e não ter a atitude necessária para evitar com todas as suas forças e inteligências o que é muito ruim para a cidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário