segunda-feira, 7 de outubro de 2013

REPÚBLICA DE PLATÃO: POLÍTICA, SIRACUSA & UMA VONTADE DE FILOSOFAR EM PAZ

Tá na mão a República de Platão, tão esperada e desejada, já estiveram entre minhas mãos várias edições desde 1989, sim, desde aquele ano da primeira eleição para presidente da república, após a ditadura - que deu no que você sabe, mas procurava e desejava muito esta tradução e organização Jacó Guinsburg, agora é ler, reler, anotar, ver detalhes da tradução, comparar análises e as exegeses que já possuo, mais as novidades e pensar muito sobre este que talvez seja o livro com o amalgamado mais importante de política e filosofia da antiguidade. Porque é preciso pensar diferente? Porque a mesmice me enche os tubos...me aborrece e me deixa muito chateado....o mundo precisa mudar...e Platão - este desgraçado que foi frustrado três vezes em Siracusa, que viu seu mestre Sócrates ser sentenciado à morte...que sonhou, tentou, desejou e pensou a vida inteira em como fazer o melhor governo, como governar pelo bem da Pólis, pelo bem comum, com justiça e sabedoria...não conseguiu...depois disto até sua última, inacabada e derradeira obra - As Leis - que também trata da política deve ter pensado muito, lecionado muito, discutido muito e enfim assistiu o período clássico grego findar, também por falta de vigor, também pro falta de juízo...vou concluir dizendo que quanto mais fútil o desentendimento entre os homens, maior o prejuízo para todos ao final....qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência...um dia haveremos de conseguir nos entender sobre isto e todos nós educar nossos filhos e filhas para serem cidadãos, com verdade e zelo pela justiça, derrocando ilusões, ambições e toda esta velha  trama de mesquinharias e vilânias...eu vou tentar me manter bem longe de Siracusa, quero somente filosofar em paz...mas eu sei bem que não é possível, que é apenas desejável....

Nenhum comentário:

Postar um comentário