terça-feira, 24 de setembro de 2013

A LISTA RUBRICADA DOS QUE DEVERIAM SER CASSADOS EM 1964 NO RIO GRANDE DO SUL

A lista dos políticos que deveriam ser cassados em 1964, foi divulgado um fac-simile dela pelo Juremir no Correio do Povo de Hoje. 


Os nomes, entre deputados, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e líderes, são:

José Lamaison Porto
João Caruso Scuderi
Wilson Vargas da Silveira
Justino da Costa Quintana
Antônio Simão Visintainer
Beno Orlando Burmann
Rubens Dário Porciúncula
Clay Hartmann de Araújo
Sereno Chaise
Dr, Ajadil de Lemos
Faryde Salomão
Paulo Denavier Lauda
Adelmo Simas Genro
Dr. Luiz Maria Ferraz
Prof. Frederico Pedro Irineu Petrucci
Hilson Scherer Dias
Hélio Carlomagno
Edson Medeiros
Jair de Moura Calixto
Floriano Maia D’Ávila
Guilherme do Vale Tonniges
Bruno Segalla
Fúlvio Celso Petracco
Vicente Martins Real
Carlos de Lima Aveline
Alberto Schoroeter
 Jorge Alberto Campezatto
Ottomar Ataliba Dillenburg
Antonio de Pádua Ferreira da Silva
Hamilton Chaves
Cybillis Otto Vianna
Álvaro Ayala
Dr. Walter Tschiedel

Texto do Jornalista Juremir Machado da Silva:

"50 anos do golpe midiático-civil-militar de 1964
A lista com nomes de parlamentares e prefeitos gaúchos a serem cassados não se fez esperar. A descoberta de Álvaro Larangeira, nos arquivos de Brasília, destaca como novidade, mais do que nomes,  a forma epistolar do processo, os seus bastidores e o papel voluntário e entusiasmado de cada ator na caça às bruxas depois do golpe midiático-civil-militar."

Foi confeccionada, portanto, com alegria e jubilo pelos adversários deles e enviada para Brasilia para que fosse promovida a dita faxina nas hostes trabalhistas (comunistas) brasileiras do Rio Grande do Sul. 

É uma lista composta de homens políticos gaúchos tão perigosos e subversivos que aqueles que fizeram esta lista, aqueles que os cassaram e aqueles que julgaram eles perigosos para o Brasil e o Rio Grande do Sul deveriam se envergonhar profundamente deste gesto. Não me admira que o que se criou no lugar destes homens - ou seja aqueles que permaneceram no poder e que "resistiram ou ficaram de fora"  desta lista tenham levado em parte o Rio Grande do Sul ao ponto em que hoje estamos. 

A parte aparentemente pior disto é que não há como pensar como seria se tivesse sido diferente eles dirão, mas nos deveríamos de dizer que agente sabe exatamente como foi, como é como tem sido porque foi desta forma. 

Tenho lido um pouco sobre situações de exílios, sobre ser estrangeiro em outro país, sobre a noção de pátria e sua parceira relevante cidadania, sobre punições a nazistas, facistas, racistas, machistas e etc, e mesmo assim eu olho para os carrascos e fico olhando também para as testemunhas para aqueles que dizem em situações como estas que não poderiam ter feito nada, porque não estava ao seu alcance, porque não tinham poder - alguns dizem - outros até confessam que estavam salvando o próprio couro...a história tem esta faceta da covardia e é preciso mesmo muita coragem para ir na contramão da manada entusiasmada ou da boiada silenciosa...que VERGONHA ISSO!!! 

Nossa...se os deuses gregos presidissem nosso destino aqui eu amaldiçoaria a todos os maldltos, seus herdeiros até a quinta geração, para que fique gravado por gerações o erro, a culpa e a covardia da traição contra seus iguais....

Não como na Inglaterra, em que a traição havia sido ao rei, no nosso caso a traição foi com a humanidade inteira e contra homens e mulheres que desejam ser livres e ter algum arbítrio sobre o seus destino e dos seus...

TENHAM VERGONHA NA CARA!!! 

Contra quem eu falo? 

Ora, talvez você não saiba mas podes ter certeza que eles sabem muito bem!!! 

Me julgas radical? 

Aceito pagar este preço por ser sério e por levar a sério a história.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário